O que esperar das principais atrações internacionais do Warung Day Festival?

Neste sábado acontece a 4ª edição do Warung Day Festival e, com uma seleção de artistas tão especial, reunimos alguns depoimentos de conhecedores sobre as principais atrações
Publicado em: 07/04/2017 - 00:42 | Atualizado em: 07/04/2017 - 12:50

Nós já lhe demos alguns motivos para não perder o Warung Day Festival, evento que promete juntar fãs da música eletrônica de todo o Brasil na Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba, e agora reunimos depoimentos de alguns detroiters e parceiros, com suas expectativas e dicas de quais apresentações você não pode perder nesse dia histórico:

Chris Liebing por Eduardo Roslindo
"Chris é referência para muita gente quando se fala em techno, além dele ser incrível dentro e fora dos palcos. Lembro de uma situação na qual rolou um problema com o som enquanto ele tocava e o público rapidamente começou a vaiar o técnico responsável. Momentos depois, Chris percebeu que o causador do problema foi ele e rapidamente admitiu seu erro, chamando o responsável pelo som e pedindo para que todos o aplaudissem. Poucas pessoas nessa situação fariam isso e esse é um dos motivos do porque eu o adoro - além do seu som, é claro. Liebing possui uma variação do techno muito interessante, explorando diferentes tipos de humor e conta um processo criativo que, somado a um setup peculiar, possibilita uma constante criação de novos elementos durante a sua apresentação."

Hernan Cattaneo por Jonas Fachi
"Acredito que Hernan Cattaneo não poderia chegar em momento mais apropriado ao Warung Day Festival que, prestes a completar sua quarta edição, promete definitivamente se consolidar como um festival à altura do seu público. Hernan carrega a essência do clube em seu DNA musical e, por mais improvável que pareça, é curioso olhar para trás e ver que ele encontrou sua casa em uma pequena praia do litoral brasileiro, há mais de 10 anos, e ali criou uma relação simbiótica que se tornou única tanto para a pista triangular como para muitos de seus frequentadores, onde me incluo. Após três décadas ainda apresentando o mesmo nível de consistência e determinação que o levou de Buenos Aires aos quatro cantos do mundo, penso que sua importância para o desenvolvimento do cenário em nosso continente é incalculável. Em Curitiba Hernan será apoiado por uma legião de seguidores em sua missão de tentar transportar um pouco de toda essa história para o encerramento do Warung Stage. Ao meu ver, a fórmula parece infalível."

 

Nicole Moudaber por Danee
"Eu amo a Nicole Moudaber e se posso dar uma dica é: não percam o set dela no Warung Day Festival! Já considerada um dos grandes novos nomes no cenário mundial, Nicole é uma figura exótica, uma mulher poderosa e determinada que se colocou num mercado predominantemente masculino com muita personalidade, não só pela sua cabeleira que chama atenção, mas principalmente pela postura como artista e som que representa. É um dos nomes mais celebrados em Ibiza, onde residia as festas de Carl Cox na Space. Seu selo 'MOOD' lança muita coisa legal, que casa perfeitamente com meu estilo também. Recentemente passou pelos palcos do Warung e deixou tantas saudades que já está de volta, com mais uma apresentação que irá entrar pra história."

Roman Flugel por Hencke
"São mais de 25 anos de amor e aprendizado que dispensam comentários sobre os lançamentos e remixes de Roman Flugel para os principais selos de todo o mundo. Roman é, na minha opinião, um dos artistas mais expressivos do mundo e um dos maiores nomes da cena da música eletrônica alemã. Se trata de um artista completo e versátil que é referência para a música e a carreira de diversas gerações de produtores e DJs. Com uma originalidade  intensa e marcante, quando menos você perceber o seu baixo de LFO te alucinará, massageando a região do peito e estômago. Os seus sets são profundos e traduzem sentimentos em sua real personalidade, uma história analógica em delírio que formam sopros de melodia, techno, house, italo-disco e obscuridades. Roman é uma figura com um talento único e facilmente reconhecido em suas apresentações ao vivo. Sua música tem o poder de impressionar variados ouvintes, até mesmo os que sempre o acompanham!"

Stephan Bodzin por Mohamad Hajar
"Para alguns Stephan Bodzin é uma novidade, já que o alemão conquistou o mundo com seu último álbum, Powers of Ten. Já para aqueles que, como eu, mergulharam no mundo eletrônico pelas raves do final da década passada, ele é quase como um mestre. Digo isso porque apesar de atualmente não estar mais tão envolvido com a linha que Bodzin toca, ele foi um dos grandes responsáveis pela abertura da minha mente para sonoridades diferentes, para o que viria a se tornar a minha própria linguagem de expressão. Os tempos são outros e talvez eu não vá ouvir os mashups de Rekorder, seu projeto com Oliver Huntemann, com faixas do Liebe Ist, seu álbum de estreia, mas tenho certeza de que será memorável, pois se tem uma coisa que esse maluco sabe fazer bem é apresentar-se ao vivo. Vale a nostalgia e a reverência!

Depois de depoimentos tão intensos, fica difícil querer ficar de fora dessa. Ainda dá tempo de garantir seu ingresso em uma das redes credenciadas. Nos vemos na pista! 

Deixe seu comentário